1.28.2010

Hands in my pocket



video


Como esta musica se parece comigo...eheheh :)


I love her

1.27.2010

500 days of Summer

Hoje escolhi falar sobre este grande filme, que para mim, foi das coisas mais bem feitas que eu ja presenciei no mundo do cinema. Não sou uma nerd nesse aspecto, mas digo isto porque esta história podia muito bem ter sido transformada nos típicos filmes que enchem os cinemas com o fim mais obvio : "E ficaram felizes para sempre".
Aqueles filmes, bastante mediáticos até, que basta ver cinco minutos e ja se sabe quem é que fica com quem, quem fica a chorar no fim e termina com o grandioso casamento no final.
Por não ter seguido essa lógica mais comum e pela brilhante performance e química dos actores o filme foi transformado no "filme de vida" de muita gente.
Como o realizador diz e muito bem : "Isto não é uma história de amor, mas sim uma história sobre o amor". Entao a minha reacção depois do filme acabar foi : Fodasse....Realmente....!
Cuidado contém spoilers
A história em si ja é original quando de uma vez por todas transformam ambos os sexos no oposto do que a maioria dos filmes fazem e também do que a maioria das pessoas pensa. Neste caso temos uma mulher forte, super independente e organizada e que não acredita no amor. O amor não faz parte dos objectivos de vida para ela e ha coisas mais importantes que isso. Por outro lado temos um homem que acredita plenamente no amor e que sonha encontrar a "tal" pessoa. Um homem mesquinha como muitos lhes gostam de chamar.
Mais uma vez digo que não entendo nada de cinema, de audiovisuais nem nada do genero mas acho que o filme foi muito bem feito. Para nao falar da história, que recomendo vivamente toda a gente a ver como é obvio. Desde a trilha sonora que está fantastica. Cada momento é unido de uma força que só a musica podia proporcionar e claro, os protagonistas. Joseph Gorden-Levitt e Zooey Deschanel fazem um par magnifico e transmitem uma quimica fantastica. Aproveito para salientar que este grande actor é super parecido fisicamente com o heath ledger :)
Só a parte em que a própria irmã do protagonista que tem praí uns 14 anos, é que lhe dá conselhos e o faz abrir os olhos, e acalma-lo é hilariante.
Cada promenor foi devidamente pensado e foi uma mais valia. A parte em que o ecrã é dividido ao meio em que de um lado estava a rolar a história e do outro lado estava a rolar o que ele queria que tivesse acontecer naquele exacto momento....enfim tanta coisa.
Basicamento achei lindo e para além disso é uma lição que se tira. :)
Nothing more than coincidence...

1.25.2010

Near to you

He and I had something beautiful
But so dysfunctional, it couldn't last
I loved him so but I let him go'
Cause I knew he'd never love me back...
(A Fine Frenzy)
P.S: Well...Your still the one.

1.22.2010

Explosão Cósmica - I Parte

Tudo estava bastante confuso. O que tinha tentado evitar e fugir de Portugal estava a voltar com força. A tensão contínua das pessoas á minha volta, a falta de ar e o nó cada vez mais emaranhado no meu peito estava outra vez a ganhar terreno sobre mim.
Precisava de sentir o vento a bater na cara, respirar fundo e sentir-me leve novamente. A falta de conforto, segurança e de consistência dentro de mim...enfim, fez-me pensar se algum dia iria realmente caminhar na direcção certa e encontrar a minha paz de espírito.
Estava uma manhã agradável, o céu estava limpo e esperava-se um belo dia. Ainda era cedo - muito cedo - mas mesmo assim decidi começar o dia com um belo passeio pela bella itália e já que estava numa de me tentar encontrar, porque não descobrir mais sobre aquela cidade que ainda muito pouco conhecia?!
Havia muita gente na rua, era hora de ponta ou seja uma correria constante. Eram filas e filas de carros - ainda bem que não tinha carro se não nunca mais saía para lado nenhum, mas mesmo assim era um pouco complicado caminhar sobre a avenida principal. Era gente a correr em vários sentidos, ou atrás dos autocarros cheios de gente, ou em direcção aos túneis do metro. Sinceramente não podia ter escolhido melhor altura para sair de casa quando o objectivo era encontrar um pouco de paz... Estava rodeada de pessoas entregues ao stress diário da vida a correr de um lado para o outro que nem varas verdes, chegando ao final do dia sem paciência e tempo para o que realmente era importante : A Vida. Este era o cenário da maioria das cidades do mundo d séc. XXI.
Este dia foi tirado para a minha pessoa. Fazer o oposto do que fazia e não me preocupar com o resto. Não aguentava nem mais um minuto naquela casa sem vida. Não avisei ninguém, nem um papel deixei escrito. Saí e pronto. Saí sem destino, não iria às aulas, ao trabalho e nem enfrentar mais um dia comum e rotineiro que nem aquelas pessoas que acabava de ver.
Continua...

Esquecido? Nunca



Dois anos passaram da sua morte...sim é verdade ja passaram dois anos, e ainda parece que foi a semana passada.
Heath Ledger é e será sempre recordado nos nossos corações!
Como recordar é viver, e faz sempre bem á alma postarei algumas coisas sobre ele para nunca deixar cair em esquecimento esta grande Pessoa.
Rest in Peace Heath!

O Adeus!


Podes despedir-te da tua família e dos teus amigos e afastar-te milhares de quilómetros, mas, ao mesmo tempo, leva-los no teu coração, na tua mente, no teu estômago, pois não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti.



(Frederick Buechner, Telling the Truth)

1.21.2010


Perdoar não significa esquecer, Mack.
Significa largar o pescoço da outra pessoa.
(A Cabana)

1.20.2010

Amor/Ódio


I hate the way you talk to me, and the way you cut your hair.
I hate the way you drive my car,
I hate it when you stare.
I hate your big dumb combat boots, and the way you read my mind.
I hate you so much it makes me sick, it even makes me rhyme.
I hate the way you’re always right,
I hate it when you lie.
I hate it when you make me laugh, even worse when you make me cry
I hate it when you’re not around, and the fact that you didn’t call
But mostly
I hate the way I don’t hate you,
Not even close…Not even a little bit… Not even at all.

(10 things I hate about you)

Ainda aqui estás.... Sim TU!!
Ainda moras em mim.

1.18.2010

Morre lentamente...

Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música,quem não encontra graça em si mesmo.
Morre lentamente quem destrói o seu amor-próprio, quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias os mesmos trajectos, quem não muda de marca, não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece.

Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru.
Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o preto sobre o branco e os pontos sobre os "is" em detrimento de um redemoinho de emoções, justamente as que resgatam o brilho dos olhos, sorrisos dos bocejos,corações aos tropeços e sentimentos.

Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite pelo menos uma vez na vida fugir dos conselhos sensatos.

Morre lentamente, quem passa os dias queixando-se da sua má sorte ou da chuva incessante.
Morre lentamente, quem abandona um projecto antes de inicia-lo, não pergunta sobre um assunto que desconhece ou não responde quando lhe indagam sobre algo que sabe.
Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior do que o simples facto de respirar.Somente a perseverança fará com que conquistemos um estágio esplêndido de felicidade.

ESTEJAMOS SEMPRE VIVOS... (Pablo Neruda)
Nunca menosprezes a maravilha das tuas lágrimas. Podem ser águas curativas e uma fonte de alegria. Por vezes, são as melhores palavras que o coração pode dizer.

(Paul Young)

1.16.2010

Simples...Inspirador...Mágico

Allie: Say I'm a bird...
Allie: Say it!
Noah: You're a bird...
Allie: Yeah, now say your a bird too.
Noah: If your a bird I'm a bird!

1.15.2010

Respira em mim...respira fundo
Para que eu respire...e viva.
E dá-me um abraço apertado para eu dormir
Leve e segura por tudo o que dás.
Vem beijar-me, vento, e leva o meu fôlogo
Até que tu e eu sejamos um só,
E dançaremos entre os túmulos
Até que toda a morte se vá.


E ninguém sabe que existimos
Abraçados um ao outro,
A não ser Aquele que soprou o hálito
Que me abriga livre do mal

Vem beijar-me, vento, e leva o meu fôlogo
Até que tu e eu sejamos um só,
E dançaremos entre os túmolos
Até que toda a morte se vá.


(De:Missy para Mackenzie. "A Cabana")
Why is love intensified by absence?

1.14.2010

Sweet cakes and milkshakes


Daydream, delusion, limousine, eyelash
Oh baby with your pretty face
Drop a tear in my wineglass
Look at those big eyes
See what you mean to me
Sweet-cakes and milkshakes
I'm delusion angel
I'm fantasy parade
I want you to know what I think
Don't want you to guess anymore
You have no idea where I came from
We have no idea where we're going
Latched in life
Like branches in a river
Flowing downstream
Caught in the current
I'll carry you
You'll carry me
That's how it could be
Don't you know me?
Don't you know me by now?
(Before Sunrise)