1.27.2010

500 days of Summer

Hoje escolhi falar sobre este grande filme, que para mim, foi das coisas mais bem feitas que eu ja presenciei no mundo do cinema. Não sou uma nerd nesse aspecto, mas digo isto porque esta história podia muito bem ter sido transformada nos típicos filmes que enchem os cinemas com o fim mais obvio : "E ficaram felizes para sempre".
Aqueles filmes, bastante mediáticos até, que basta ver cinco minutos e ja se sabe quem é que fica com quem, quem fica a chorar no fim e termina com o grandioso casamento no final.
Por não ter seguido essa lógica mais comum e pela brilhante performance e química dos actores o filme foi transformado no "filme de vida" de muita gente.
Como o realizador diz e muito bem : "Isto não é uma história de amor, mas sim uma história sobre o amor". Entao a minha reacção depois do filme acabar foi : Fodasse....Realmente....!
Cuidado contém spoilers
A história em si ja é original quando de uma vez por todas transformam ambos os sexos no oposto do que a maioria dos filmes fazem e também do que a maioria das pessoas pensa. Neste caso temos uma mulher forte, super independente e organizada e que não acredita no amor. O amor não faz parte dos objectivos de vida para ela e ha coisas mais importantes que isso. Por outro lado temos um homem que acredita plenamente no amor e que sonha encontrar a "tal" pessoa. Um homem mesquinha como muitos lhes gostam de chamar.
Mais uma vez digo que não entendo nada de cinema, de audiovisuais nem nada do genero mas acho que o filme foi muito bem feito. Para nao falar da história, que recomendo vivamente toda a gente a ver como é obvio. Desde a trilha sonora que está fantastica. Cada momento é unido de uma força que só a musica podia proporcionar e claro, os protagonistas. Joseph Gorden-Levitt e Zooey Deschanel fazem um par magnifico e transmitem uma quimica fantastica. Aproveito para salientar que este grande actor é super parecido fisicamente com o heath ledger :)
Só a parte em que a própria irmã do protagonista que tem praí uns 14 anos, é que lhe dá conselhos e o faz abrir os olhos, e acalma-lo é hilariante.
Cada promenor foi devidamente pensado e foi uma mais valia. A parte em que o ecrã é dividido ao meio em que de um lado estava a rolar a história e do outro lado estava a rolar o que ele queria que tivesse acontecer naquele exacto momento....enfim tanta coisa.
Basicamento achei lindo e para além disso é uma lição que se tira. :)
Nothing more than coincidence...

2 comentários:

  1. bem tenho msmo de ver esse filme , vamos la ver se é hj qe o vejo eheh ^^

    ResponderEliminar